Ação, Ações, Stocks, Bovespa, Mercado Financeiro, Opções
Sinal de compra quando o estocástico de 200 dias cair abaixo de 80% e subir no momento seguinte.
  16/07/2018 - 01:48 Login: Senha: Esqueceu a senha? 
Indique este site para um amigo:
Seu e-mail:
e-mail do amigo:
Mural da Alpha Fintec

Page 285 of 498

Data Título Resumo
12/11/2014 Valor: O ajuste de Dilma
Aos poucos, de forma um tanto envergonhada, o governo vai dando sinais de que fará de 2015 um ano de ajuste da economia. Algumas medidas de controle de gastos públicos e expansão das receitas já estão prontas. Mudanças nas regras de concessão de pensão por morte, seguro-desemprego e abono salarial, dependem da aprovação do Congresso. O seguro desemprego é "um grande patrocinador de fraudes", segundo as próprias palavras da presidenta.
11/11/2014 Folha: Situação fiscal do Brasil é confortável, diz ministra
A ministra do Planejamento, Miriam Belchior, afirmou que o Brasil está com as contas públicas em "situação confortável". Disse ainda que o governo terminará o ano com as contas superavitárias. A ministra fez a afirmação durante audiência no Congresso Nacional na qual confirmou a impossibilidade de cumprir a meta de economia de gastos para pagamento da dívida pública neste ano.
11/11/2014 Reuters:Ibovespa fecha em queda de 0,5%, com pressão de Vale e Ambev
O bolsa paulista encerrou em queda nesta terça-feira, com Vale e Ambev entre as principais influências negativas, após terem suas recomendações cortadas por bancos estrangeiros. O Ibovespa recuou 0,48%, a 52.474 pontos. O giro financeiro foi de 4,9 bilhões de reais, diante do cenário de incertezas sobre a futura equipe econômica do governo, além do feriado do Dia dos Veteranos nos EUA. As bolsas norte-americanas funcionaram normalmente.
10/11/2014 Ação da Petrobras exige sangue-frio; Por Téo Takar
O acionista da Petrobras tem se sentido mais um praticante de esporte radical, do tipo "bungee jumping", do que propriamente um investidor nos últimos meses. Analistas afirmam que, para quem ainda possui os papéis, o melhor a fazer agora é "ter sangue frio" e manter o ativo em carteira até que haja melhora do cenário. A avaliação é que as chances de recuperação da ação hoje são maiores do que a possibilidade de nova baixa, já que o preço está próximo da mínima em nove anos.
06/11/2014 REUTERS: Petrobras divulga resultado do 3º tri dia 14 de novembro
A Petrobras deve anunciar o resultado financeiro do terceiro trimestre de 2014 após reunião do Conselho de Administração que está agendada para o dia 14 de novembro, disse nesta quinta-feira à Reuters uma fonte com conhecimento direto do assunto. A empresa disse que não procede a informação divulgada pela imprensa de que a empresa de auditoria Price Waterhouse e Coopers (PWC) teria se negado a aprovar as contas da companhia.
06/11/2014 UOL: Petrobras aumenta preço da gasolina e do diesel
A Petrobras anunciou aumento de 3% no preço da gasolina e de 5% no diesel nas refinarias. O aumento entra em vigor a partir da 0h de sexta-feira (7). Nas bombas, diretamente para o consumidor, o reajuste pode ser outro. A diretoria da estatal vinha pressionando o governo por um reajuste dos preços dos combustíveis. O ministro da Fazenda, Guido Mantega, nos últimos meses, o ministro afirmou repetidas vezes que um reajuste de preço deveria acontecer neste final de ano.
07/11/2014 Reuters: Corte de gastos do governo deve atingir bancos públicos
O ministro Guido Mantega, sinalizou uma redução no papel que os bancos públicos vêm desempenhando na política econômica e disse que o papel dos bancos públicos no crédito é uma medida contra a crise, não é uma estratégia do governo, mas sim uma questão de política anticíclica. O ministro espera que a partir de um novo ciclo de crescimento os bancos privados liberem mais crédito e os públicos não precisem ser tão ativos.
06/11/2014 Reuters: Lucro líquido da Cosan despenca no 3º tri;
O lucro líquido da empresa de infraestrutura e energia Cosan recuou 92,6 por cento no terceiro trimestre na comparação anual caindo para 15,2 milhões de reais ante 205,9 milhões de reais no terceiro trimestre do ano passado. O Ebitda, lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização, somou 1,06 bilhão de reais no período ante 1,20 bilhão de reais no terceiro trimestre do ano passado. O lucro operacional recuou 22 por cento para 561 milhões de reais no terceiro trimestre.
06/11/2014 FSP - Dilma só anunciará ministro da Fazenda na 2ª quinzena do mês
A presidente Dilma Rousseff disse nesta quarta (5) que deixará o anúncio de seu novo ministro da Fazenda para depois do encontro do G20 (grupo dos 20 países mais ricos), nos dias 15 de 16. Meirelles continua sendo o nome preferido do ex-presidente Lula para a Fazenda, que apoia ainda outros dois nomes: Nelson Barbosa, ex-secretário-executivo da Fazenda, e Luiz Carlos Trabuco, presidente do Bradesco, que sinalizou não querer deixar o atual emprego.
06/11/2014 Reuters: Petrobras segue orientação do Conselho de Administração
A Petrobras afirmou na noite desta quarta-feira (5) que a orientação do seu Conselho de Administração tem sido pela manutenção dos níveis de preços da gasolina e do diesel, segundo um comunicado de esclarecimento de notícias veiculadas na imprensa. A estatal ainda reiterou uma informação divulgada na terça-feira de que, até o momento, não há data ou percentual definidos para reajuste no preço da gasolina e do diesel.
05/11/2014 Uso o múltiplo P/L projetado ou o histórico? por Andre Rocha
O múltiplo P/L (preço por lucro) é uma das ferramentas mais usadas na análise fundamentalista. Ela é muito útil, pois leva em conta o desempenho operacional da empresa representado pelo lucro por ação. Mas qual lucro eu devo usar: o projetado para os próximos exercícios ou o de períodos passados? Como tem sido a relação entre o múltiplo histórico e o projetado? Existe um comportamento padrão entre esses dois indicadores? Como se encontra atualmente essa relação?
05/11/2014 Valor: Ações do Banco do Brasil lideram quedas do Ibovespa após balanço
As ações do banco do Brasil lideram as perdas do Ibovespa nesta quarta-feira, com queda de 6,29%, depois da divulgação do balanço. O lucro líquido cresceu 2,8% no terceiro trimestre, para R$ 2,780 bilhões, mesmo com uma evolução de 12,3% no crédito. O desempenho foi afetado por um aumento na linha de despesas de provisão para devedores duvidosos e pelo crescimento das despesas administrativas. Em termos recorrentes, o lucro foi de R$ 2,885 bilhões, com aumento de 10,5%.
[<< Prev] 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120 121 122 123 124 125 126 127 128 129 130 131 132 133 134 135 136 137 138 139 140 141 142 143 144 145 146 147 148 149 150 151 152 153 154 155 156 157 158 159 160 161 162 163 164 165 166 167 168 169 170 171 172 173 174 175 176 177 178 179 180 181 182 183 184 185 186 187 188 189 190 191 192 193 194 195 196 197 198 199 200 201 202 203 204 205 206 207 208 209 210 211 212 213 214 215 216 217 218 219 220 221 222 223 224 225 226 227 228 229 230 231 232 233 234 235 236 237 238 239 240 241 242 243 244 245 246 247 248 249 250 251 252 253 254 255 256 257 258 259 260 261 262 263 264 265 266 267 268 269 270 271 272 273 274 275 276 277 278 279 280 281 282 283 284 285 286 287 288 289 290 291 292 293 294 295 296 297 298 299 300 301 302 303 304 305 306 307 308 309 310 311 312 313 314 315 316 317 318 319 320 321 322 323 324 325 326 327 328 329 330 331 332 333 334 335 336 337 338 339 340 341 342 343 344 345 346 347 348 349 350 351 352 353 354 355 356 357 358 359 360 361 362 363 364 365 366 367 368 369 370 371 372 373 374 375 376 377 378 379 380 381 382 383 384 385 386 387 388 389 390 391 392 393 394 395 396 397 398 399 400 401 402 403 404 405 406 407 408 409 410 411 412 413 414 415 416 417 418 419 420 421 422 423 424 425 426 427 428 429 430 431 432 433 434 435 436 437 438 439 440 441 442 443 444 445 446 447 448 449 450 451 452 453 454 455 456 457 458 459 460 461 462 463 464 465 466 467 468 469 470 471 472 473 474 475 476 477 478 479 480 481 482 483 484 485 486 487 488 489 490 491 492 493 494 495 496 497 498 [Next >>]

 

 

 

 

Consulta Ação:
 
Renovação de assinatura
Acesso à Bovespa
no curto prazo Via MACD