Ação, Ações, Stocks, Bovespa, Mercado Financeiro, Opções
Alpha Fintec
  11/12/2018 - 02:33 Login: Senha: Esqueceu a senha? 
Indique este site para um amigo:
Seu e-mail:
e-mail do amigo:
Mural da Alpha Fintec

Page 306 of 482

Data Título Resumo
21/01/2015 Valor: Juros futuros acentuam queda após declarações de Levy
O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, em almoço oferecido pelo Itaú Unibanco no Fórum Econômico Mundial em Davos. disse que “vai ter ajuste mesmo” e que o Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil ficará “estável em 2015”. O ministro Levy “claramente” passou a imagem de alguém “determinado a executar reformas” para a retomada do crescimento econômico, com “atenção especial” à “estabilidade, manutenção de regras e contratos, de modo a atrair investidores de longo prazo”.
20/01/2015 FMI rebaixa previsões para economia global
O FMI reduziu as suas estimativas de crescimento para a economia global para 2015 e 2016, apesar do impacto positivo da queda dos preços de petróleo e da aposta numa expansão mais forte dos Estados Unidos. Com a diminuição das projeções para China, Rússia, zona do euro, Japão, Brasil e alguns grandes exportadores de petróleo, o FMI cortou de 3,8% para 3,5% a previsão para este ano e de 4% para 3,7% para o ano que vem. O Fundo espera um avanço de menos de 7% para a China já em 2015.
20/01/2015 AFP: FMI reduz expectativa de crescimento do Brasil
O Fundo Monetário Internacional (FMI) reduziu drasticamente nesta segunda-feira (19) sua expectativa de crescimento para o Brasil em 2015, cujo PIB avançará apenas 0,3% diante da possibilidade de uma fuga de capitais e do impacto pela desaceleração na China. No relatório divulgado em outubro passado, o FMI havia informado uma expectativa de crescimento do Brasil de 1,4%, de forma que a nova previsão reduz fortemente o avanço do PIB brasileiro, estimado em 0,1% no ano de 2014.
20/01/2015 Infomoney: Decisão da Petrobras é uma mudança "material" na abordagem do governo, diz BTG
A decisão da Petrobras de não alterar os seus preços poderia ser visto como uma não notícia para alguns. Mas é uma alteração significativa na abordagem do governo para a empresa e um sinal interessante de que a Petrobras pode ser capaz de aproveitar os retornos normais em seu negócio de refinaria por um tempo. O governo do Brasil parece estar disposto a assumir a dor inflacionária, mesmo quando poderia ter sido um argumento para não reduzir os preços".
20/01/2015 UOL: PIB da China cresce 7,4% em 2014
A economia da China cresceu 7,4% no ano passado, divulgou a Agência Nacional de Estatísticas nesta terça-feira (20). A meta do governo era crescer 7,5% em 2014. No quarto trimestre, o crescimento econômico desacelerou para 1,5% em relação ao terceiro trimestre. A produção industrial avançou 7,9% em dezembro sobre o ano anterior. Analistas esperavam um aumento de 7,4%. As vendas no varejo avançaram 11,9% em dezembro sobre o ano anterior, acima das expectativas de analistas de 11,7%.
19/01/2015 Reuters: Governo retoma Cide e anuncia outras medidas tributárias para 2015
O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, anunciou nesta segunda-feira pacote de quatro medidas tributárias com expectativa de elevar a arrecadação em 20,63 bilhões de reais em 2015. "É uma sequência de ações que estão sendo tomadas... com objetivo de aumentar a confiança dos agentes econômicos, de tal forma que no devido momento a gente possa ter uma retomada da economia em novas condições", disse Levy
19/01/2015 Valor: Votorantim vê alta potencial de 12% para a bolsa
Na visão da equipe da Votorantim Corretora, que espera um ano de valorização da bolsa brasileira, o preço alvo para o Ibovespa é de 55 mil pontos em seu cenário-base, o que representa alta potencial de 12,2% em relação ao fechamento de sexta-feira (49.016 pontos). O quadro mais pessimista aponta para o índice em 51 mil pontos e o mais otimista, em 60,9 mil pontos, mas a volatilidade do Ibovespa deve permanecer elevada até o final deste ano.
19/01/2015 Valor: Com feriado nos EUA, dólar oscila em torno da estabilidade ante real
Investidores evitam mudanças substanciais de posições em dia de feriado nos EUA e espera de dados a serem divulgados na China entre hoje e amanhã, entre os quais o PIB do quarto trimestre. Do lado doméstico, os agentes monitoram o encontro do ministro da Fazenda, Joaquim Levy, com empresários na sede da Fiesp a partir das 14h desta segunda-feira, ´para discutir novos rumos da economia brasileira.
16/01/2015 REUTERS: Confiança do consumidor dos EUA tem maior patamar em 11 anos
O índice de confiança do consumidor dos Estados Unidos subiu em janeiro ao maior patamar em mais de uma década por ganhos de empregos e salários e também devido aos preços mais baixos da gasolina. A leitura preliminar de janeiro do índice da Universidade de Michigan para este mês ficou em 98,2, acima da mediana das previsões de 94,1 entre 72 economistas. A leitura final dezembro foi de 93,6.
16/01/2015 Infomoney: Itaú destaca que o ajuste começou, mas não será fácil
Em relatório divulgado na manhã desta sexta-feira (16), o Itaú Unibanco traçou um cenário desafiador para a economia brasileira em 2015, destacando que o governo já iniciou o processo de ajustes necessários, com anúncios de medidas para melhorar a posição fiscal e reduzir defasagens de preços administrados. "São medidas necessárias e bem-vindas", mas devem afetar a economia no curto prazo.
16/01/2015 Infomoney: Petrobras, recomendações e notícias desta sexta-feira
A semana encerra agitada como começou. Nesta sexta-feira (16), ganha destaque os desdobramentos das denúncias de corrupção na Petrobras. Segundo matéria do jornal O Estado de S. Paulo, o governo estuda saída para evitar que a Lava Jato afete o sistema financeiro. O assunto está sendo tratado em sigilo pelo Ministério da Fazenda por causa do impacto que pode trazer ao "Plano Levy" para recuperar a confiança na economia.
15/01/2015 Bloomberg: Dividendo da VALE corre risco de queda
Os analistas preveem que a Vale SA reduzirá seu dividendo anual quase pela metade, colocando em risco o status de empresa mais generosa entre as grandes mineradoras em retribuição aos acionistas em um momento de queda nos preços do minério de ferro. A empresa pagará US$ 2,2 bilhões em dividendos neste ano, 47% a menos que no ano passado e o nível mais baixo desde 2007, segundo a estimativa média de 12 analistas.
[<< Prev] 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120 121 122 123 124 125 126 127 128 129 130 131 132 133 134 135 136 137 138 139 140 141 142 143 144 145 146 147 148 149 150 151 152 153 154 155 156 157 158 159 160 161 162 163 164 165 166 167 168 169 170 171 172 173 174 175 176 177 178 179 180 181 182 183 184 185 186 187 188 189 190 191 192 193 194 195 196 197 198 199 200 201 202 203 204 205 206 207 208 209 210 211 212 213 214 215 216 217 218 219 220 221 222 223 224 225 226 227 228 229 230 231 232 233 234 235 236 237 238 239 240 241 242 243 244 245 246 247 248 249 250 251 252 253 254 255 256 257 258 259 260 261 262 263 264 265 266 267 268 269 270 271 272 273 274 275 276 277 278 279 280 281 282 283 284 285 286 287 288 289 290 291 292 293 294 295 296 297 298 299 300 301 302 303 304 305 306 307 308 309 310 311 312 313 314 315 316 317 318 319 320 321 322 323 324 325 326 327 328 329 330 331 332 333 334 335 336 337 338 339 340 341 342 343 344 345 346 347 348 349 350 351 352 353 354 355 356 357 358 359 360 361 362 363 364 365 366 367 368 369 370 371 372 373 374 375 376 377 378 379 380 381 382 383 384 385 386 387 388 389 390 391 392 393 394 395 396 397 398 399 400 401 402 403 404 405 406 407 408 409 410 411 412 413 414 415 416 417 418 419 420 421 422 423 424 425 426 427 428 429 430 431 432 433 434 435 436 437 438 439 440 441 442 443 444 445 446 447 448 449 450 451 452 453 454 455 456 457 458 459 460 461 462 463 464 465 466 467 468 469 470 471 472 473 474 475 476 477 478 479 480 481 482 [Next >>]

 

 

 

 

Consulta Ação:
 
Renovação de assinatura
Acesso à Bovespa
no curto prazo Via MACD